3 de julho de 2009


FIM

Palavras malditas
Nunca ditas
Nunca escritas

Grito silencioso
O fato
O impacto

Mal posso respirar
Chego a transpirar
Mas é inverno
Faz frio

Vestígios de adrenalina na alma
Sentimento morto
Vencido
Forçado a sair
Aborto ...
Dor dilacerante
O amor desmaia
E finalmente
Sangra


(Sandra Fuentes)

2 comentários:

J Neto, The White Cat disse...

Melhor inícios que fins, mas tudo um dia finda, paixões, amores e vidas, lindo seu texto, parabéns poetisa.

BLOGDOADHERBAL-ATIVIDADES disse...

lindas imagens e lindos textos.parabéns.